quinta-feira, 5 de março de 2009

• Participe da campanha: "Quero ser excomungado!"

Bom dia, amiguinhos.
Estou aqui para convidá-los a participar de mais uma campanha supimpa.
Explico: O advogado da Arquidiocese de Olinda e Recife, Márcio Miranda, deve apresentar ao Ministério Público de Pernambuco uma denúncia contra a mãe da menina de 9 anos que foi estuprada pelo padrasto e estava grávida de gêmeos. Segundo o advogado, a denúncia será oferecida com base nos artigos 1º e 5º da Constituição Federal, que asseguram a inviolabilidade do direito à vida, já que a mãe da menina consentiu o aborto dos fetos. (...)
A gravidez de gêmeos da menina foi interrompida no início da tarde desta quarta-feira, na maternidade do Cisam (Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros), em Recife. A gestação era considerada de alto risco em função de sua estrutura física - 36 kg e 1,36 m. De acordo com o médico responsável pelo procedimento, uma criança com esta idade não tem todos os órgãos formados.

A menina, que estava no quarto mês de gravidez, está sob o efeito de medicamentos e, se tudo correr bem, deve receber alta dentro de uma semana.

(fonte: DGABC - 5/3/09)

Poizintão, meus confrades e minhas confraudas! Considerando que, segundo a legislação brasileira, o aborto é permitido em vítimas de estupro até a 20ª semana de gestação, isto não passa de teatro, quiçá um bunda-lelê.
Considerando ainda que tal teatro tem por objetivo reforçar a mentalidade católica do "quem não está conosco está contra nosco", é um bom momento pra aproveitar o ensejo e emplacar nosso cirquinho.

Os cartunistas Seri, Fernandes e De Marchi (djô) lançam a campanha: "Quero ser excomungado", que tem por objetivo, veja só, ser excomungado. Não sei vocês, mas eu não quero ser vinculado de modo algum a uma instituição que se presta a esse papel desumano, canalha, retrógrado et al. Numa boa, gota d'água para um saco cheio de 2000 mil anos de História muito, mais muito mal contada. O Estado onde vivo ainda é laico (apesar dos pesares) e felizmente entende o óbvio: estupro não é formação de família (só faltou entender que igreja é formação de quadrilha, mas isso fica pra outro dia).

A mãe da menina foi excomungada.
Ora essa, também quero ser expulso dessa gangue!
Estou com a mãe, com a menina e com quantos mais houverem, vítimas da ignorância dessa turba de velhos paranóicos que nunca tiveram utilidade alguma além de embolar o meio-de-campo da evolução e contrariar o bom senso do seu próprio Mestre, que preferia abraçar os desvalidos a apedrejá-los. Se isso é ser cristão, então eu sou o Papa.

Gostou? Participe.


Breve, neste tópico, o link para a coleta de assinaturas do Petitiononline.com


P.S.: Não pensem que não sou pró-vida: o câncer também é vivo e espero que nasça no reto do Ratzinger.

10 comentários:

웃 Mony 웃 disse...

Adesão efetuada!
Ah, vá!
Que teatrinho de quinta! É por essas e outras que não quero pertencer á classe dos Advogados, meu diploma terá outro uso...
Tbm não quero pertencer à classe dos cristãos, pq mensagem distorcida não me interessa...
E aborto deveria ser direito de toda mulher, não só em caso de estupro. Aborto em condições sanitárias adequadas, pq formar família é opção, não obrigação...

Pedro Kaddoum disse...

Apenas para aumentar a corrent:

Estou convidando pessoas que queiram me ajudar com essa iniciativa: Movimento "Me Excomunga, Senhor!"

Vamos esvaziar a Igreja Católica.

http://www.orkut.com.br/Main#Community.a...

A idéia é começar pelo orkut e depois criarmos uma comunidade independente.

Sei que vão aparecer muitas iniciativas como esta, mas nunca será demais.

Mariana disse...

Bom eu não posso ser excumungada, sou inexcomungável hehehe, por que não fui batizada na igreja catolica e nem em igreja nenhuma, mas dou mó força.
Eu tenho uma sugestão, façamos um movimento "Holanda Invada o Brasil Once Again, Nog een Keer e De Novo" com a promessa de desta vez não sair correndo com eles de lá hehehe.
Dai teremos um estado completamente afastado de religião (e THC liberada para todos os pecadores).

Walter disse...

Eu queria ser excomungado para rir na cara do padreco e mandá-lo sabe para onde!

웃 Mony 웃 disse...

Pois é, nessa brincadeira toda excomungam a pessoa errada, os que salvaram uma vida ao invés do padrasto estuprador, esse tem direito à perdão, segundo essa instituição totalmente imbecil. Afe! Me poupe!
Me excomunguem já que eu quero é mais!
É por isso que o batismo se dá assim que a gente acaba de nascer, pq se fosse pra esperar ter idade pra escolher, a mim ao menos não pegavam não...

Karin disse...

Depois eu tento explicar pra minha mãe que não pretendo batizar filho meu, caso um dia eu tenha, e ela não entende porque...

Manooster disse...

Aqui está mais um a ser excomungado! Já participei desse circo dos horrores quando ainda adolescente.. Assistindo aqueles velhos inúteis "anunciando a paz e o amor", enquanto ficavam de olho no traseiro das integrantes do grupo de jovens! Pura hipocrisia.. E olha que tem coisa por baixo dos panos que nem temos idéia!!

Tancredo Infrasonic disse...

L’Eglise catholique défend depuis toujours une conception arrêtée de la vie (comme la flèche du sophiste qui nie le mouvement en passant de point fixe en point fixe) qui est la contradiction même de la vie comme mouvement, champ erratique de forces, comme errance tragique. Elle défend la vie morte, elle hait la vie vivante et sa gigue, elle promeut l’Eternel et vomit la mort qui est part de cette vie qu’elle vomit. On ne peut guère en attendre autre chose sauf à penser son non-être.

On ne pouvait attendre de l’Eglise catholique qu’une attitude, celle qui consistait à préférer la vie encore absente, la vie pas encore de la vie, la vie pas tout à fait vivante, la vie peut-être un peu morte, la vie problématiquement vie, celle des jumeaux, à la vie présente, de la vie, tout à fait vivante, assurément vie, de la petite fille qu’un accouchement eût condamnée. On ne pouvait en attendre autre chose, sauf à vouloir que l’Eglise fût autre chose que son être, un non-être de l’Eglise qui serait l’Eglise, ce qui est, au sens strict, impensable, c’est-à-dire non-pensable.

A Moça disse...

Bom eu não posso ser excumungada, sou inexcomungável hehehe, por que não fui batizada na igreja catolica e nem em igreja nenhuma, mas dou mó força.(2)

Tô dentro!! :D

Gi Caipira disse...

É isso aí!!
Eu quero ser exorcizada!



Ops!