terça-feira, 15 de abril de 2008

• Texto Bonzo para um mundo-cão

E a mídia continua sem assunto. Correm laudas e mais laudas sobre laudos e mais laudos. Seguem-se os infinitos infográficos assertivos com mil e uma demonstrações sobre como a menina explodiu na calçada. Confira, veja, saiba mais. Nem C.S.I. é tão detalhista.
Essas coisas geram novos filões: os hospitais, por exemplo, já pensam em substituir os doadores pela coleta seletiva de papel jornal - é muito mais sangue por centímetro cúbico e não precisa dar lanchinho no final.

***

É preciso muito esforço de semântica pra dizer, com a mais perobística das faces, que falta assunto num mundo com 6 bilhões de pessoas e uma urgência por tudo, que ninguém sabe como começou. Tudo acontece a toda hora. O problema é que o que importa não cabe nos drops, nas notas mentex, dez-por-um-Real; o que importa é indigesto quando cozido junto às matérias-miojo. Qual frase pronta caberia, digamos, numa pesquisa sobre o real funcionamento da Câmara dos Deputados? "Sem propa, nada se aprova - Veja a planta da Casa da Mãe Joana"? Talvez um "confira a via de regra do propinoduto no mapa hidráulico abaixo"?
É. Pesquisar dá trabalho. Tem de apurar, botar frente a frente as versões antagônicas (recuso-me a tucanizar - nesses dias nem rinha de galo existe mais, só galinácios em 'acareação'). Telefone batido na cara, seguranças truculentos (pleonasmo vicioso), amigos e inimigos do patrão, você sabe com quem está falando?, você nunca mais vai conseguir emprego, enfim, um baita esforço. E se você vai ganhar o mesmo piso salarial de sempre pra amanhã forrar a gaiola, então quem sabe o periquito não se importe com o sangue importado da Agência Estado, com o monge queimado da France Presse, com o cheiro de Notícias Populares - sem humor, pra não abrir o apetite.

Ê saudade do tempo em que o Clark Kent saía em pauta com o Peter Parker...

7 comentários:

Isis disse...

Isso é que eu chamo de "um furo de pensamento".
Adorei.

De Marchi ॐ disse...

...ou pensamento furado? heheheheh

Mario Ferrari disse...

Mas afinal, quem matou odete roitimans?...

Vinícius Castelli disse...

nem sei o que dizer...

V.D.S. disse...

Olha, são quatro anos de treinamento para fazer essas peguntas difícies com esses textos maravilhosos. (Adorei o quadrinho)

Cris Bomfim disse...

o jornalismo tá preguiçoso e exagerando nas notícias que supostamente vendem mais jornais. Qualquer desconfiança ou frase dita por um anônimo vira manchete. Eu também tenho preguiça às vezes porque nao se distingue mais o bom jornalismo do ruim e exagerado.

De Marchi ॐ disse...

Dizem que um dia houve produtores de conteúdo. Hoje todos somos prestadores de serviço, invarialmente sujeitos à... bem, iú nôl.