sexta-feira, 23 de maio de 2008

• Fatos inegáveis nº1

"Promessa de vida saudável
sempre dura menos que o doente"

Seu Hamirto

***

Outra coisa também é inegável:
Putaquipariu, como esse homem ronca!
Não é bolinho não. Dessa vez ele expulsou o companheiro de enfermaria... hehehehe!
No sábado passado eu vim do hospital pensando rapidamente se o ronco não incomodaria. Soube então que a certa altura o fulano chamou a enfermeira e pediu pra mudar de quarto. Foi taxativo: "assim não dá". Isso, minha mãe já sabia!

Meu pai é daqueles FeNeMês subindo a ladeira: ronca de lado, de barriga pra cima, de frente, de cócoras, embaixo d'água. Ronca pra burro; escuto daqui, a três cômodos de distância - um dia a Prefeitura nos altua. À cada apnéia, engole um mosquito (porque o cachorro não passou na frente, senão...). Minha mãe (que provavelmente consegue dormir até em show do Marilyn Manson), raramente desperta à noite e dá uma cutucata no velociraptor. Ele, claro, reclama: "me deixa dormir, poxa!".
Um dia foram acampar (nessa época eu sequer residia nas bolas paternas). Uns três casais e a sobrinhada. Chega a noite. Minha mãe, ainda desacostumada (acostuma-se com isso?), não conseguia dormir, mas estava cansada e por ali ficou, em silêncio. Até que meu tio levantou-se e disse: "Caralho, daqui a pouco esse cara vai levantar vôo!"
Todos riram imediatamente. Menos meu pai, que continuou dormindo.

Poizintão. O tiozinho pediu transferência de quarto. Meu velho ouviu a movimentação da maca, chinelos, sacolinhas de plástico e tudo mais. Fingiu que dormia e ficou lá, quietinho, cascando o bico.

Mais uma coisa inegável: você pode se divertir onde menos espera...


Como diria Suassuna:
"Tudo o que é ruim de viver
é bom de contar (e vice-versa)"

4 comentários:

Vinícius Castelli disse...

Quando eu quiser me livrar de algu que não se manda, chamo teu pai pra roncar então, tá..ehehehe

Ow, moleque...Suassuna tem razão, ahaha

Mario Ferrari disse...

Não sei...
O finado e amado Adilson também era um descarrego do Iguaçu quando roncava.
Uma vez no sítio, nós a cem metros da casa toda fechada, beira da fogueira, vinho e muita risada, fomos interrompidos pelo altissonante ribombar do descanso do velho irmão lá de dentro!
Teu pai possui a mesma tecnologia...

Beijo,
Mario

De Marchi ॐ disse...

Eu diria que a tecnologia do meu véio é alienígena, Mario... hehehehe

Cris Bomfim disse...

Velociraptor é sensacional. Meu pai também ronca em todas as posições. E vira e mexe rola um quebra pau com a minha mãe por causa do barulho excessivo.