domingo, 16 de março de 2008

• Blog: Uaderrel aruí duim?

Pois é. Continuo com as minhas divagações acerca do tema blog.
Qual o barato? Por que fazer um? É um monólogo público, um desabafo online, algo assim? É mais do que isso? Nossas intimidades interessam a mais alguém (fora a da boazuda do Big Brother XVLMMIII)? Quem foi o gênio que achou uma boa publicar virtualmente um veículo de introversão? Quem foi o batráquio que rebatizou o finado diário como "blog"?

Tempos atrás, eu mesmo responderia dizendo que quem inventou tudo isso foi um comedor de curioso e pronto, mas hoje o contexto é outro. Ignore o conteúdo profuso pero improfíquo (fora o fato de perguntar isso tudo justamente num blog) e confira comigo no replay. Atenhamo-nos à questão deveras sobremaneira supersupimpa:

Ninguém perguntou
Embora eu goste de escrever (e só goste - sem nenhum outro mérito adicional), os foruns ainda me parecem mais agradáveis porque são conversas... ou, como diria Athaíde Patreze (que Deus o tenha simplesmente em luxo!): "simulacros de mesa de boteco".
Blogs me parecem monólogos da vida (até então) privada. Diferentemente das comunidades virtuais como o orkut onde, como todos sabem, discute-se o drama do existencialismo humano sob uma ótica adulta, tolerante, abrangente e engajada nas questões coletivas, entre outras coisas idiotas que dizemos para conseguir sexo e massagear o ego.
Mesmo assim, ainda tô tentando entender qual é a magia dos blogs, porque não conquistou tantos embora seja a nova coqueluche virtual, como diria Décio Pitinini ("Nova"? Essa onda já tem uns 5 anos ou mais, não?).
Bem... vamos ao olhar externo, lógico e imparcial como opinião de mãe. Por enquanto vi uns muito bem escritos; uns quase livros de contos de quem não tem grana pra publicar, uns temáticos cujos focos vão do filatélico ébrio ao filósofo social açougueiro, outros muitos que falam "hogi bejei moooito kkk" e mais umas trocentas tralhas que mal divertiriam voyeur acamado. E olha que pra dizer isso foi preciso fuçar com afinco, há muito blog péssimo na rede, como por exemplo o site da Veja.
Sinto falta da tal interação (não tanta para me fazer levantar "de féti éss" da cadeira e ir pra um bar, mas sinto).

E você (tem alguém aí?), o que acha?
Não vale dizer que é joínha e que o seu é o maximo só pra deixar o link.


Perca seu tempo e comente! As melhores respostas dos leitores estarão sendo selecionadas pelas nossas atendentes.

8 comentários:

Vinícius Castelli disse...

Olha o Vini aquii

Quer ler coisas que me façam pensar, moleque..

Manda ver aee
Abração

Denis ॐ disse...

Caro leitor Vini, este blog é de outro mundo, não faz milagre. heheheheheheheh

Abraço!

웃 Mony 웃 disse...

Sou suspeita pra falar... :D
Bom poder te ler em mais um "veículo", ou "portador", como diria um daqueles literatos catérrimos, porém necessários (principalmente pra quem suporta a ranzinzince desse povo...) :P
Pode mandar beijo nessa tua boca aqui?! :D


Gosto dessa onde da loucura pela expressão que acontece pela net.
Lógico que tem expressões as quais dispenso, vida a dos miguxos que excrevem axim, etc e tal...
mas tem muita coisa boa espalhada por aí. É bom poder ver a diversidade além da Avenida Paulista. Aliás, num dia frio e que chove pra caete feito hoje, visitar as mais diferentes tribos com um chocolate quente à mão e vestindo um moleton daquels feinhos, mas super quentes é um luxo impagável.
E viva a vagabundam! :P
Essa farra vai acabar... Mas que é boa é. :)

Ah! E eu nem escrevi nada na bagaça e tu já tá divulgando, caraio?! :o

Denis ॐ disse...

Cara leitora disléxica, não entendi lhufas mas agradeço o apreço! :D
obrigado pelo IBOPE!

웃 Mony 웃 disse...

ERRATA:

Leia-se:
chatérrimos onde "catérrimos"

ranzinzice onde "ranzinzince"

vide a onde "vida"

cacete onde "caete"

daqueles onde "daquels"

vagabundagem onde "vagabundam"


PS 1: Ainda não fui respondida quanto à questão se posso mandar beijos na tua boca. Deixa pra lá, que eu vou continuar mandando... :P

PS 2: A bagaça de que eu falei era o meu blog, agora já tem um post decente lá... :D

PS3: A leitora aqui também faz leitura em braile do caro autor, de grátis. :P

PS4 : PQP! Mas o que a falta do que fazer faz a uma pessoa... 8)

O MINISTÉRIO DA DESOCUPAÇÃO ADVERTE: Estudar demais pra concurso pode causar confusão mental e pseudo-dislexia.


Beijo na tua boca.

Denis ॐ disse...

Atesto para os devidos fins que é terminantemente proibido qualquer tipo de assédio neste estabelecimento sociocultural de amplo alcance e ISO 9000 emitido pela TFP/Liga das Senhoras Católicas.

Sem mais para o momento.

웃 Mony 웃 disse...

Essas senhoras católigas estão muito saídinhas, deram até para usar cinta-liga agora?! :o
Já dizia a minha avó: "É sinal dos tempos!"

Já eu sou desobediente mesmo e digo que "É poibido proibir", e tenho dito! :P


Sendo assim, beijo na tua boca.

Denis ॐ disse...

Mais uma evidência da estupidez do blogueiro: uma gostosa oferece beijos e ele se atém à partinência do comentário em relação ao tema.
"É de cair o cu da bunda", como diria Ratzinger.