sábado, 15 de março de 2008

• A primeira vez: Nem doeu!

Blog.
Nome besta, parece uma dessas novas doenças venéreas que, de uma hora pra outra, todo mundo adquire.
"Você viu a Zumira? Pois é, tá com blog!"
"Minina! Sério?"

E assim fui eu estreando essa onda. Confesso, demorei por preconceito ("algo feito por tanta gente pra falar de si só poderia ser inútil", diria Hebe Camargo). Eu, semivirgem nas palavras públicas e nos blogs, que mal zapeei por um ou por outro (tá, só o da Bruna Surfistinha e o dos amigos que pedem pra comentar seus "hoje beijei moitoo kkk" e afins).
Quem diria.

Ao final da noite (ou do dia -- acostume-se pois notívagos têm tanta noção de horário quanto o Fidel sobre ser sucinto) perguntarei pra mim mesmo, cigarrinho nas mãos e um leve sorriso:
"Foi bom pra você, benhê?"




***

Um esclarecimento desnecessário

Tudo o que eu escrever aqui é obviamente responsabilidade única e excluviamente minha. A gigantesca maioria dos posts será mera brincadeira, um convite irônico ao exercício de pensar. Claro, isso pode ser considerado crime dependendo do lado do tabuleiro em que você estiver.

4 comentários:

Denis ॐ disse...

Dêem-me as boas vindas, caraio.
|
\/

V.D.S. disse...

Boas vindas!!!!!!!!!
Adorei os links. Pra mim foi maravilhoso. Virei sempre tomar um cafezinho.

Karin disse...

Se avisasse que tinha chegado tinha recebido, caraio... hmpf!!!

De Marchi ॐ disse...

Esse povo precisa de convite supersecreto! hehehehe